Episódio 2

Bruxelas
Agricultura Urbana no telhado dos prédios?

Episódio 3

Barcelona
Uma cidade sem carros

Episódio 4

Luxemburgo
Transportes públicos podem ser gratuitos?

Episódio 5

Helsínquia
Casas primeiro para as pessoas sem abrigo

Episódio 1 | Data de exibição

Berlim | Casas que as Pessoas Podem Pagar

Em Berlim os preços das casas estão a subir ao dobro da velocidade dos salários, mas a cidade usou ferramentas para atacar a especulação imobiliária.

Nesta cidade aprendemos que tem de haver habitação pública para quem tem salários baixos, mas também para as classes médias.

Episódio 1 | Data de exibição

Berlim | Casas que as Pessoas Podem Pagar

Em Berlim os preços das casas estão a subir ao dobro da velocidade dos salários, mas a cidade usou ferramentas para atacar a especulação imobiliária.

Nesta cidade aprendemos que tem de haver habitação pública para quem tem salários baixos, mas também para as classes médias.

Destaques

Sec. Estado Wenke Christoph mostra habitação pública

Ativista pela habitação Ulrike Hamann fala da subida das rendas

Investigador Andrej Holm explica os motivos da crise na habitação

As palavras proibidas para garantir o Direito à Habitação


Episódio 2 | Data de exibição

Bruxelas | Agricultura Urbana

Em Bruxelas há tantos projetos de agricultura urbana que já começaram a aproveitar os telhados dos prédios para plantar vegetais e frutas, até para fazer produção de peixes.

Nesta cidade aprendemos que produzir no espaço urbano, reduzir as cadeias de produção, envolver os cidadãos na produção da sua alimentação e promover uma alimentação mais saudável tem todo o sentido.

Episódio 2 | Data de exibição

Bruxelas | Agricultura Urbana

Em Bruxelas há tantos projetos de agricultura urbana que já começaram a aproveitar os telhados dos prédios para plantar vegetais e frutas, até para fazer produção de peixes.

Nesta cidade aprendemos que produzir no espaço urbano, reduzir as cadeias de produção, envolver os cidadãos na produção da sua alimentação e promover uma alimentação mais saudável tem todo o sentido.

Destaques

Chloe Pitz mostra legumes e peixes produzidos no topo de prédios

Porquê produzir legumes e frutas na cidade

Uma cidade que quer produzir o que come

Um burro na cidade?


Episódio 3 | Data de exibição

Barcelona | Uma Cidade Sem Carros

Em Barcelona, o município diz que está a acontecer a transformação mais radical e democrática desde o Eixample de Cerda no Séc. XIX. Querem ter uma cidade sem carros e por isso estão a construir super quarteirões.

Episódio 3 | Data de exibição

Barcelona | Uma Cidade Sem Carros

Em Barcelona, o município diz que está a acontecer a transformação mais radical e democrática desde o Eixample de Cerda no Séc. XIX. Querem ter uma cidade sem carros e por isso estão a construir super quarteirões.

Destaques

Uma ideia com 30 anos

Pacificar as ruas

O trânsito e o problema

Fazer igual em todo o lado


Episódio 4 | Data de exibição

Luxemburgo | Transportes Públicos Gratuitos

No Luxemburgo diz-se que foi tão grande como o dia do primeiro homem na lua, a primeira viagem à volta do mundo ou a invenção da roda. Desde o dia 1 de março de 2020 que todos os transportes públicos no Luxemburgo são gratuitos para toda a gente: quem vive ou trabalha no país e mesmo para os turistas.

Episódio 4 | Data de exibição

Luxemburgo | Transportes Públicos Gratuitos

No Luxemburgo diz-se que foi tão grande como o dia do primeiro homem na lua, a primeira viagem à volta do mundo ou a invenção da roda. Desde o dia 1 de março de 2020 que todos os transportes públicos no Luxemburgo são gratuitos para toda a gente: quem vive ou trabalha no país e mesmo para os turistas.

Destaques

Transportes públicos… grátis!

Carros e mais carros

Cereja no topo do bolo

Quanto custa ser grátis?


Episódio 5 | Data de exibição

Helsínquia | Casas Primeiro para as Pessoas Sem Abrigo

Em Helsínquia descobrimos porque é que o Housing First faz da Finlândia o único país da Europa onde o número de pessoas em situação de sem abrigo está a diminuir.

Nesta cidade aprendemos que em primeiro lugar deve vir a casa e que só garantindo o direito fundamental à habitação conseguimos resolver os outros problemas que as pessoas podem ter.

Episódio 5 | Data de exibição

Helsínquia | Casas Primeiro para as Pessoas Sem Abrigo

Em Helsínquia descobrimos porque é que o Housing First faz da Finlândia o único país da Europa onde o número de pessoas em situação de sem abrigo está a diminuir.

Nesta cidade aprendemos que em primeiro lugar deve vir a casa e que só garantindo o direito fundamental à habitação conseguimos resolver os outros problemas que as pessoas podem ter.

Destaques

Para ter emprego é preciso ter casa

Tratar de cada pessoa sem abrigo

Uma casa para toda a gente

Punir ou apoiar?

Equipa

Ricardo Moreira

Engenheiro e mestre em políticas públicas. Comecei apaixonado por florestas e entretanto caí de amores pelas cidades.

Irina Pampim

Produtora. Comecei em Festivais de Música e cheguei ao topo. Depois decidi fazer a Revolução. Permanente.

Paula Miranda

Há vinte anos a cortar e colar imagens com som. Estudou Belas Artes em Inglaterra mas rapidamente percebeu que o caminho a seguir era audiovisual e claramente narrativo. Andou por Roma, Barcelona e Nova Iorque a contar histórias em várias línguas acabando por aterrar em Lisboa onde hoje trabalha nas áreas de publicidade, televisão, documentário e cinema. Gosta de trabalhar em ficção mas tem um espacinho especial no seu coração para encaixar a vida real (e as temáticas que ela traz consigo) dentro de um écran.

Bruno Moraes Cabral

Nascido em 1980, é produtor e realizador de filmes desde 2004. O seu trabalho em cinema e televisão procura colocar questões importantes sobre a História, a sociedade contemporânea e as suas mutações. Realizou o premiado documentário Praxis, as séries para a RTP História a História e História a História – África, entre outros. 

Miguel Bordalo

O Miguel é um rapaz simpático, mas não é sempre, por vezes chateia-se. Às vezes filma umas cenas e tal.

Pedro Ivo Carvalho

Pedro Ivo Carvalho formou-se em Comunicação Social – Habilitação em Midialogia pela UNICAMP, Brasil e desenvolve trabalhos audiovisuais como realizador, montador e diretor de fotografia. Como o último destacam-se os curtas: Lugares de Medo e Ódio, A Última Rosa e A Despedida. pedroled@gmail.com

Carlos Soares

Com formação de base em Design (DECA – UA), tem trabalhado em várias vertentes de design, motion graphics, edição e pós-produção vídeo. Desenvolveu como freelancer trabalhos para a ‘Até ao Fim do Mundo’, ‘Produções Fictícias’, ‘Canal Q’, ‘RTP’, ‘Biggs’, ‘Valentim de Carvalho’, ‘Santander’, ‘Montepio’, ‘Casa da Música’, ‘Bloco de Esquerda’, ‘Turismo Centro de Portugal’ ou ‘EDP’ em projectos sob a direcção de realizadores como Fernando Ávila, João Salvado, António Pinhão Botelho, Filipe Homem Fonseca, Eduardo Rodil, José Ricardo Lopes. Paralelamente participou em projectos do realizador Pedro Serrazina, do escritor Nuno Costa Santos ou do encenador António Pedro (Companhia Caótica). Para além das várias vertentes do vídeo, mantém atividade como designer gráfico, alguma da qual (mapas turísticos, revistas, folhetos) decorreu da licenciatura anterior à de Design, em Planeamento Regional e Urbano.

Adriana Pinho Ferreira

Nascida a 4 de julho de 1985, natural de Vermoim, Vila Nova de Famalicão, residente no Porto. Formada em Ciências da Educação, pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto. Ativista feminista, com percurso profissional na área da investigação educacional. Atualmente trabalha como Assessora Parlamentar no Parlamento Europeu, em Bruxelas.

João Pinho

Com mais de 20 anos de experiência em assessoria de imprensa, marketing, comunicação, ativação de marca, responsabilidade social, gestão de produto.., ultimamente, tem estado particularmente divulgação de acontecimentos culturais de grande impacto, com destaque para a edição em Portugal do Festival Eurovisão da canção ou os festivais NOS Alive, NOS Primavera Sound, ARTEBEERFEST, LUMINA, MIMO AMARANTE, MAP – Mostra de Arte das Palavra, em Oeiras, Happy Holi, Artes à Rua…ou a edição nacional do “Nobel do ensino”, o Global Teacher Prize Portugal.

Acumula um vasto conjunto de experiências profissionais, que abrange da gestão de projeto à gestão de produto, da comunicação de crise à comunicação de fusões & aquisições; da formação profissional ao marketing e estratégia empresarial, passando ainda pela comunicação online, conteúdos editoriais ou speechwriting.

Rodrigo Rivera

Com 10 anos de experiência em comunicação, já trabalhou em ONGs, IT, redes sociais e Comunicação Política. Mais recentemente foi assessor de comunicação no município de Lisboa e gestor de redes sociais para campanhas políticas. Tem acumulado nos últimos anos uma experiência robusta em assessoria de imprensa, comunicação de crise e speech writing.

Ultimamente, gosta de pensar que é estratega digital e propõe soluções inovadoras onde acham que são impossíveis.

Carlos Isaac

O seu trabalho é reconhecido em séries de televisão e documentários longa-metragem, nacionais e internacionais.
Formado na Escola Superior de Teatro e Cinema em Imagem e Guião, foi um dos primeiros alunos portugueses na prestigiada formação avançada Screen Leaders (Irish Film Board). Dado Valentic (LA/EUA) e Luís Ochoa (Madrid/ESP) são os seus mentores na arte da cor.

Vera Palos

Nascida e criada na Covilhã no ano de 1992, vai para Braga aos 18 anos estudar. Licencia-se em Línguas Aplicadas pela Universidade do Minho, trabalha em call-centres sempre ligados ao mercado espanhol e sul-americano. Não satisfeita, vai viver para Lisboa em 2016 e em 2018 entra no Mestrado de Tradução – Inglês na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas na NOVA de Lisboa. A trabalhar atualmente como freelancer em legendagem e tradução, interessa-se especialmente pelas questões de género, antirracismo, leia-se interseccionalidade.

Telma Tavares

Nasceu em Lisboa em 1980. Designer, com licenciatura e pós-graduação pela Faculdade de Arquitetura de Lisboa, tem experiência em design gráfico, web design, eventos, design de interiores e de produto. Voa a solo hoje na Eat Your Cake. Lançou recentemente a loja online Forevers and Evers, de merchandising da série da RTP “Pôr do Sol.” hello@eatyourcake.pt

Créditos

Apresentação e guião

Ricardo Moreira; Produção: Irina Pampim; Edição: Paula Miranda; Imagem Berlim, Bruxelas, Luxemburgo: Bruno Cabral; Imagem Barcelona: Miguel Bordalo; Imagem Helsínquia: Miguel Bordalo e André Demon ; Imagem Casa do Alentejo: Bruno Cabral; Imagem Ler Devagar: Pedro Ivo Carvalho; Grafismo: Carlos Soares; Correção de cor: Carlos Isaac; Pós Produção Som: Billyboom; Comunicação: PRESS LINK e Rodrigo Rivera; Apoio Local: Adriana Ferreira; Imagens Drone; Bruxelas: James Glowacki; Música: Audio Network; Tradução e Legendagem: Vera Palos.

Foto

Ricardo Moreira; Irina Pampim; Paula Miranda; Bruno Cabral; Miguel Bordalo; Pedro Ivo Carvalho; Adriana Ferreira; Carlos Isaac; João Pinho; Rodrigo Rivera; Vera Palos

Agradecimentos

Amélia Martinez Lobo, Ana Brutt, Andrej Holm, ARA – The Housing Finance and Development, Centre of Finland, David Costa, Fábio Salgado, Filipa Gonçalves, Fundação Rosa Luxemburgo, Janet Sanz, Jarmo Lindén, Joana Campos, Jorge Costa, José Gusmão, Juha Kaakinen, Júlia Miralles de Imperial, Manel Ferri, Manuel Grilo, Maria Manuel Rola, Marisa Matias, Marko Lahtela, Nuno Pedrosa, Pedro Ivo Carvalho, Plataforma para a Promoção do Transporte Público – Barcelona, Robert Lober, Rodrigo Rivera, Salvador Rueda, Salvation Army’s Alppikatu Housing Unit, Tota Alves, Ulrike Hamann, Wenke Christoph, Y-Foundation.

Financiado por


© 2021. Todos os direitos reservados